02/02/2017

Rione III Colonna em Roma - Itália






Continuando a minha aventura por descobrir os cantinhos de Roma, me apaixonei pelo Rione Colonna, principalmente para caminhar com ruas estreitas e lugares pitorescos para uma refeição ou café. Comentei sobre a divisão urbana da cidade neste post AQUI e AQUI, e no marcador ao lado " Itália-Roma-Bairros" você encontra mais informações sobre outros lugares.

A principal atração deste bairro é a Coluna de Marco Aurelio, construída em mármore pelo seu filho Cômodo para comemorar as vitórias do Imperador nas batalhas militares que são retratadas em relevo. Em 1589, o Papa Sisto V restaurou a coluna e adicionou ao topo a estátua de São Paulo feita por Domenico Fontana. A coluna fica na Piazza Colonna na Via del Corso, a principal artéria do centro histórico de Roma rodeada de edifícios importantes e a fonte de Giacomo della Porta de 1577.

A Placa na Praça com a Rione R.III que indica Rione três


A Coluna com o Palazzo Wedwlind atrás

Fontana di Piazza Colonna e Palazzo Chigi do lado direito na Piazza Colonna

Fontana di Piazza Colonna e Palazzo Ferrajoli
Relevos em espiral na Coluna que retratam as batalhas
que o Imperador Adriano participou


No entorno da Piazza Colonna ficam os Palácios: Chigi, Wedwlind e Ferrajoli que pertenceram a famílias nobres. O Palazzo Chigi foi construído por Pietro Aldobrandini, passou por várias reformas, proprietários, usos e atualmente é sede do governo italiano. O seu último proprietário antes de ser sede do governo italiano foram os banqueiros Mario e Agostino Chigi que deram o seu nome atual. Palazzo Wedeking em posição central na Piazza Colonna é atualmente escritório do jornal Il Tempo e pertencia ao banqueiro Karl Wedeking. 

 Palazzo Chigi

Palazzo Wedwlind


Do outro lado Via del Cordo fica a elegante Galleria Alberto Sordi, que se chamava Galleria Colonna com arquitetura inspirada na Galeria Vittorio Emanuele de Milão  e a Galeria Umberto I, em Nápoles. A Galeria é um importante centro comercial com locais de alimentação, lojas de departamentos como a La Rinascente, a Livraria La Feltrenelli entre outras, além do belo teto em vitral. Uma parada nesta galeria para quem está percorrendo o centro histórico é estratégico porque tem banheiros públicos.








Ao lado do Palazzo Chigi e atrás da Piazza Colonna fica a Piazza di Monte Citorio e o Palazzo Montecitorio, atual sede da Câmara dos deputados do Parlamento com projeto original de Gian Lorenzo Bernini e encomenda do Papa Inocêncio X. No centro da praça o obelisco do faraó Psammetichus II, da cidade egípcia de Heliopólis e trazida pelo Imperador Augusto em 10 a.C para servir como Relógio de sol.





Na Piazza di Pietra fica as ruínas do Templo de Adriano, construído por seu filho e sucessor Antonio Pio, em 145. A praça é bonita durante o dia e à noite com a iluminação e um bom local para um lanche no Salotto 42, um café charmoso com fachada de flores e mesas fora nos dias quentes ou um café na La Caffettiera. Como eu comentei anteriormente este Rione é cheio de lugares gostosos para o Dolce fare Niente, sentar em um café ou restaurante de suas muitas praças e ver o tempo passar.




A Igreja Santa Maria Madalena em arquitetura barroca e rococó com fachada convexa é uma das poucas neste estilo em Roma. Fica na Piazza de mesmo nome, em uma rua cheia de restaurantes com mesas externas e ótimas opções para alimentação. O meu preferido é o Lost Food Factory, considerado pelo Tripdavisor como o segundo melhor lanche de Roma. Uma das coisas que aprendi nesta temporada em Roma é que nos pequenos lugares você pode se surpreender com a qualidade da comida, e este não é diferente, além da simpatia dos proprietários. O lanche realmente é maravilhoso com pão quente e crocante.

Igreja Santa Maria Madalena

Igreja Santa Maria Madalena

Via Santa Maria Madalena

Lost Food Factory Lanches

Lost Food Factory Lanches
 
Lost Food Factory Lanches

A Via de Santa Madalena também é cheia de boas opções de gastronomia com a Loja de Chocolates e sorvete Lindt, a Sorveteria San Crispino, o Restaurante Clemente alla Madalena entre outros. E na travessa Via degli Uffici el Vicario fica a Giglioti, uma das sorveterias mais antigas e sempre com muita fila porque podem acreditar, tudo ali é divino. 

Giglioti

Giglioti
 Cassata Giglioti

Lindt

Lindt
 
Restaurante Alla Madalena

Sorveteria San Crispino


E as opções de lugares gostosos para um café, sorvete ou refeição não param,  basta uma caminhada pelas ruas deste lado do Rione entre a Via del Corso na Piazza Colonna até a Piazza della Rotonda do Panteão para descobrir outras novidades. Recentemente descobri o Cafè Tazza D´oro na Via degli Orfani em homenagem a Igreja Santa Maria in Aquiro na Piazza Capranica que dedicava-se a cuidar de crianças orfãos. A cafeteria tem uma decoração linda com traços da sua fundação em 1944.

Igreja Santa Maria in Aquiro

Cafeteria Tazza D´Oro

Cafeteria Tazza D´Oro



Cafeteria Tazza D´Oro


Os amantes como eu das obras de Gian Lorenzo Bernini  não podem deixar de visitar a Igreja San Lorenzo in Lucina na Piazza de mesmo nome, travessa da Via del Corso. Na Capela em seu interior uma obra que ele projetou para a família Fonseca com um busto de Gabriele Fonseca, médico do Papa Inocêncio X. A obra assim como todos os trabalhos de Bernini tem forte dramaticidade e esta com a figura  inclinada sobre uma janela.


Igreja San Lorenzo in Lucina


Igreja San Lorenzo in Lucina

Na parte do Rione Colonna, após a Via del Corso ficam duas obras de arquitetura muito interessante: a pequena Igreja San Silvestro na Piazza de mesmo nome e a Igreja Santa Andrea delle Fratte em estilo barroco de Francesco Borromini com os anjos de Bernini. 


Igreja San Silvestro

Igreja San Silvestro

Igreja San Silvestro

Igreja Santa´Andrea delle Fratte 
Igreja Santa´Andrea delle Fratte 

Igreja Santa´Andrea delle Fratte 

Igreja Santa´Andrea delle Fratte 

Veja Também:








29/01/2017

Trattoria Valentino no Bairro Monti em Roma

Fachada

Interior do Restaurante




Comer bem na cidade eterna não é muito difícil e tenho aproveitado para conhecer alguns lugares recomendados pelos romanos. A Trattoria Valentino é um deles, um pequeno espaço na Via del Boschetto 36, travessa da Via Nazionale e próxima do Palazzo delle Exposizioni no Rione Monti. Para chegar usei o metrô e desci na Estação Republica caminhando algumas quadras pela Via Nazionale. Não tem placa na porta, mas é fácil de achar com a pintura acima da porta Birra Peroni.

O proprietário Valentino Valentini sempre muito gentil recebe os clientes e atende as mesas orientando na escolha do vinho. No cardápio a especialidade é scamorza alla griglia, um tipo de queijo parecido com a mussarella que é colocada na grelha para derreter e servida simples ou com a escolha de vários acompanhamentos como prosciuto, funghi, tomate, rucola, etc. Escolhi por sugestão a scamorza com nozes e gorgonzola e estava divina.

Scamorza alla griglia



O espaço abre das 13h00 às 14h00 e das 20h00 às 23h00, não funciona aos domingos, feriados e nas férias em agosto.


Scamorza- queijo com leite de vaca que lembra a mozarela




Veja Também: