17/08/2015

Eataly em São Paulo-Brasil





Algumas semanas atrás visitei o Eataly em São Paulo que foi inaugurado há pouco tempo. As lojas de Roma e Firenze conheci em minhas andanças pela Itália e já era apaixonada pelo lugar. Aliás, antes da minha primeira viagem a Itália eu não sabia cozinhar nada e comecei a sentir o prazer de cozinhar depois de conviver com a cultura do "Mangiare bene". Uma refeição para os italianos sempre foi um ato sagrado e lembro bem das reuniões de família em volta de uma mesa. As massas eram feitas pela nona, as carnes pelo nono e ainda sinto o cheiro da comida quando me recordo destes momentos.  

O Eataly resgata exatamente este prazer e a união de duas palavras: EAT, que significa Comer em Inglês e ITALY, enfatizando o Comer à Moda Italiana. O objetivo é oferecer produtos de alta qualidade disponível a todos, mostrar os métodos de produção, as pessoas e a história de empresas que fazem um bom alimento. A primeira loja foi inaugurada na cidade italiana de Turim, em 2007. Hoje, em 2015 o Eataly é presente em várias cidades italianas como Roma, Milão, Forli, Piacenza, Firenze, Bari, Bolonha, Monticello D´alba, Pinerolo, Asti e Gênova, entre outras, além de Nova York, Chicago nos Estados Unidos,Japão, Dubai e Istambul.





No espaço, vários alimentos e bebidas italianos são oferecidos para compra como massas frescas feitas artesanalmente, como também restaurantes, cursos e degustações, livros e objetos para cozinha, entre outros. No site a programação completa e mais informações de todos os espaços e produtos:









Destaco alguns produtos encontrados no Eataly de São Paulo:

Chocolate e Sorvete Venchi
Não é novidade que a Itália é a terra do sorvete e já provei vários, mas o melhor em minha opinião é o Venchi com diversas lojas na Itália e agora disponível em São Paulo para nosso deleite.








Cerejas Fabbri 
Amarena em italiano significa cereja e estas são D I V I N A S. Você precisa experimentar esta delícia italiana vendida em potes lindos. Conheci a primeira vez em Camerino em um pequeno mercadinho e logicamente custavam bem menos do que no Brasil, mas garanto que valem cada centavo.





Nutella
A marca dispensa apresentação, mas a novidade no Eataly é um stand que além de produtos oferece crepes feitos na hora com nutella.



Azeites
Não sei mais comer  sem uma gotinha de azeite por cima da comida e aprendi com a minha nona. Já experimentou um feijão com azeite? Experimenta e depois me conta. Na Itália também conheci os azeites com sabores como por exemplo: peperonchino picante, laranja, manjericão, alecrim,  trufa e o meu preferido de trufa branca. Lá no Eataly você encontra todos eles com preços variados, mas nada abusivo. A dica na hora de comprar é verificar a porcentagem de acidez, que é a proporção de ácidos graxos livres em relação ao ácido oleico presente no azeite, e não podendo ultrapassar a 2%. O azeite extra virgem deve ter no máximo 0.8%, mas em minha opinião 0.5, 0.3 e 0,1 são os melhores.
Já escrevi um post sobre azeites : AQUI



Aceto Balsâmico
Depois que você usar o aceto para temperar uma salada, nunca mais conseguirá usar vinagre novamente. É feito com vinho e produzido principalmente nas regiões de Modena e Reggio Emilia, na Itália. Assim como o vinho, envelhece em tonéis de madeira com mínimo de 12 até 25 anos, e o preço varia conforme seu tempo de maturação. Os mais caros são espessos, concentrados e mais doces. 



Farinha de Castanha
A minha irmã morou na Itália quando jovem e sempre falava da torta de farinha de castanha que comia na casa da família por lá, e não se trata da castanha brasileira, mas da castanha europeia. Ainda descobrirei uma receita desta torta para postar por aqui porque a farinha já podemos comprar no Eataly de São Paulo.



Estes são apenas algumas dicas para aproveitar sua visita no Eataly, mas divirta-se descobrindo um pedaço da Itália através dos alimentos.



Você pode gostar :