09/04/2015

Os Calissons de Aix-en-Provence - França




Os Calissons são os doces típicos de Aix-en-Provence , biscoitos em forma de losangos feitos com massa de marzipan , frutas cristalizadas, pasta de amêndoa trituradas com mel de lavanda, perfumadas com água de flor de laranjeira e cobertura de glacê Real de açúcar. A lenda conta que foram criados pelo cozinheiro real  Jeanne Laval para  o casamento de Roi René ou mais conhecido como  René D´Anjou, rei da Provença , Napóles e Jerusalém. Durante a peste negra de 1630, eles ganharam fama de proteger as pessoas deste mal, e portanto no primeiro domingo de setembro acontece a benção dos Callisons, na Igreja San Jean de Malte.

Várias lojas e marcas estão espalhadas pela cidade.Veja algumas delas:

BREMOND - http://www.nougat-allauch.com/ 
Rue d´italie, 16





LEONARD PARLI - http://www.leonard-parli.com/
Avenue Victor Hugo, 35


DU ROY RENÉ - http://calisson.com/fr/
Rue Clemenceau, 10

PUYRICARD -  www.puyricard.fr
Rue Rifle Roundup, 7-9




Outros produtos típicos também podem ser encontrados nas mesmas lojas como o creme de calisson, pralinés, biscoitos, califruits que são os calissons com sabores diversificados de frutas e podem ter coberturas coloridas em outros sabores,calissons cobertos de chocolate, etc. 



  




06/04/2015

Avignon-França

Palácio dos Papas


Avignon foi nossa base para visitar a região da Provence, no Sul da França e a escolha não poderia ter sido melhor porque com pouca distância conseguimos conhecer muitas outras cidades que nem estavam nos nossos planos. Gostaríamos de ter ficado mais tempo e o roteiro apertado não impediu aproveitarmos o máximo de cada lugar. 

A Provence sempre encantou artistas, principalmente os impressionistas como Césane, Van Gogh,entre outros. A Luz desta região foi o fator da atração, e preciso confessar que além de ser o movimento de arte que mais gosto e por trabalhar com arquitetura da iluminação, também fiquei apaixonada por esta luz. É algo indescritível e talvez as fotos possam passar um pouco desta sensação, dos efeitos de luz x sombra, e a arquitetura imponente ou mesmo aquela natural que ficam ainda mais valorizadas pela luz. 






O Palácio dos Papas é a arquitetura mais imponente do centro histórico medieval e foi sede do Vaticano na Idade Média, além de ser considerada uma das maiores e mais importantes construções góticas na Europa. O Papa Clemente V era francês e decidiu transferir o Vaticano para Avignon, em 1309. O seu brasão de armas ainda permanece na fachada principal do Palácio. Este período entre 1309 a 1377 é conhecido como o Papado de Avignon.

Brasão de Armas do Papa Clemente V

O Papa Gregorio XI transferiu o Papado de volta à Roma em 1377 e faleceu um ano depois. A eleição do novo Papa criou uma situação única na história e conhecida como Cisma do Ocidente,onde a Igreja Católica teve dois Papas entre 1378 e 1417 , um em Roma e outro em Avignon. Isto porque o Papa Urbano VI, eleito após a morte de Gregorio XI para a sede em Roma, não atendeu as expectativas e alguns cardeais elegeram o Papa Clemente VII para Avignon. Finalmente em 1417 a sede do Vaticano foi oficializada em Roma, onde permanece até os dias de hoje.





A vista da cidade dos Jardins de  Rocher des Doms, onde fica o Palácio dos Papas é a melhor, principalmente no final da tarde. Este ponto também é a melhor vista da Ponte de Saint-Bénezet ou mais conhecida como Pont D´avignon, construída pelo pastor de mesmo nome que está enterrado na capela, em um dos pilares da ponte. Na verdade o que restou da ponte sobre o Rio Rhone. 






A Place de L´horloge é a principal no coração do centro histórico de Avignon com arquitetura medieval , ópera , prefeitura do século 19 e o famoso relógio que dá nome à Praça. São vários restaurantes e lojas desde a entrada do centro com o muro e as torres da porta preservadas,e durante toda a Vie de la Republique até o centro da praça.
Muitos hotéis neste entorno,mas com preços mais caros do que fora dos muros porque ficam na área mais turística e movimentada da cidade. É também o local do maior evento que acontece em julho: Festival de Teatro de Avignon. Informações no site:
http://www.festival-avignon.com/fr/

Prefeitura de Avignon na Praça do Relógio que pode ser visto logo atrás

Teatro Ópera ao lado da Prefeitura
Entrada para o Centro histórico de Avignon com os muros e torres medievais



Avignon possui duas estações de trem e uma delas fica na frente desta entrada acima, é a Gare Avignon Centre. A outra fica um pouco mais distante, a Avignon TGV, mas fácil de chegar com taxi ou o próprio trem que interliga as duas.
Na Rua da estação Avignon Centre ficam vários hoteis e o mais próximo a poucos passos é o Ibis, onde ficamos pela proximidade e facilidade de deslocamento a pé. Na mesma rua fica outro Ibis de categoria mais simples e mais em conta: O Ibis Budget, mas já fiquei uma vez nesta categoria e não gostei da qualidade do sono e conforto.



A Gare Avignon TGV tem uma arquitetura contemporânea e fica a seis km da cidade. Inaugurada em 2001, com projeto de Jean-Marie Duthilleul e Jean=Francoise Blassel. Meu Trabalho final de Graduação da Faculdade de Arquitetura envolvia o projeto de uma estação de trem , e esta foi uma das cinco que estudei e apresentei para a banca na defesa da minha tese. A arquitetura dela é muito singular e diferente de qualquer outra estação de trem.