04/07/2014

Um clássico italiano: Massa Carbonara







Este post inaugura mais um marcador ao lado com " Receitas e Sabores do Mundo", isto porque acabei de chegar mais uma vez da Itália que sempre me inspirou na Culinária e agora quero compartilhar o que aprendi aqui no blog. Além de experimentar várias delícias pela viagem, comprei livros e revistas de receitas para fazer em casa. Nunca fui amante da cozinha,  histórias engraçadas das minhas aventuras gastronômicas e sempre fui piada na família quando tinha que cozinhar nos eventos como Natal, Páscoa, etc. Mas a Itália é bem como o livro e filme "Comer, Rezar e Amar", e quem já leu ou assistiu  sabe que a parte " Comer ", tem como pano de fundo nossa Itália. Aprendi a gostar, comer uma boa comida feita em casa com temperos caseiros e odeio fast-food em praças de alimentação de shopping.

Inauguramos o novo Marcador do blog com o Spaguetti  a Carbonara, que também pode ser feito com qualquer outra massa. É um prato clássico na culinária italiana de origens desconhecidas, alguns acreditam que o nome vem da palavra carvão em italiano por nascer entre trabalhadores de usinas de carvão e outros devido a pimenta do reino salpicada por cima do prato como finalização. Na Itália, em alguns restaurantes é comum salpicar  pimenta do reino na finalização do prato e se não gostar como eu, é melhor solicitar antes a retirada da pimenta. 
A receita original é de Roma, apesar de existir outras versões pela Itália e  mundo, na Piazza dei Fiori  fica o Restaurante " La Carbonara ", considerado um dos melhores a servir a Pasta Carbonara em Roma. Comentei neste post LINK AQUI 

Ingredientes:
300 gramas de Pancheta picada feita da bochecha do porco (para substituir pode usar o bacon)
3 dentes de alho
3 colheres de sopa de azeite
500 gramas de massa (spaguetti ou outra de sua preferência)
3 ovos
3 colheres de sopa de queijo parmesão ralado 
3 colheres de sopa de queijo pecorino ralado
Pimenta do reino e Sal a gosto

Modo de Preparo:
Coloque o azeite em uma panela e doure o alho amassado e a pancheta. Junte a massa cozida e escorrida. Em uma travessa misture os ovos inteiros batendo bem com os queijos, o sal, pimenta e junte a mistura ao macarrão.


Esta é a receita original, mas como gosto de bastante molho acrescento um pouco de leite e mais queijo. A dica  é não  deixar a panela no fogo após jogar o ovo que deve cozinhar com o calor da massa e ficar ligeiramente mole. Se preferir pode acrescentar no final creme de leite ou nata, uma versão americana da receita. 



02/07/2014

Restaurante La Pergola em Roma



O Restaurante La Pergola em Roma é uma experiência única da Gastronomia italiana nas mãos do renomado  chef Heins Beck desde 1994, além de receber prêmios como um dos melhores restaurantes  da Itália e ter recebido 3 estrelas Michelin. A adega de vinhos do La Pergola é vencedora do Prêmio Wine Spectator com mais de 60.000 garrafas, aproximadamente 3.500 rótulos e o melhor sommelier italiano, Marco Reitano premiado com o  "Oscar del Vino".


A decoração é luxuosa com tapeçaria Aubusson, porcelana Sèvres, castiçais de bronze do século XVIII, mobiliário imperial e uma grande coleção de vidros Emile Gallé. O espaço fica dentro do Hotel Rome Cavalieri e nas imediações do Vaticano, com uma vista linda da cidade bem no alto da colina.




É necessário fazer reservas com antecedência de um mês pelo e-mail: ROMHI.LaPergolaReservations @ waldorfastoria.com  e uso de terno ou jaqueta para os homens. O horário de funcionamento é de terça a sábado das 19h30 às 23h30. Consultem no site os dias do ano que o restaurante não é aberto como 10 a 25 de agosto para férias e janeiro de 2015. No site também está disponível o Cardápio com preços que muda conforme a estação do ano e oferece a opção do menu degustação, que inclui pequenas porções de vários pratos. Pelo ambiente e todo requinte a média de custo dos pratos individuais é de 40 a 60 euros.( preços em maio de 2014)



http://www.romecavalieri.com/lapergola.php

Via Cadlolo 101 - Roma 



30/06/2014

O Convento dos Capuchinhos na Via Veneto de Roma

Você quer fazer um passeio muito diferente em Roma? Então vá ao Convento dos Capuchinhos na Via Vêneto. Eu já sabia desta Igreja e confesso que nunca tive vontade de visitar e verão abaixo porque, mas acabamos passando em frente e resolvemos aproveitar para entrar. Fica na Via Vêneto, 27 bem ao lado da estação de metro Barberini.

O Convento foi construído na área Barberini, onde vivia uma importante família romana de mesmo nome. O Papa Urbano VIII pertencia a esta família e seu irmão Cardeal Antonio Barberini, construiu o Convento com projeto do arquiteto e também frade Michele de Bergamo. A Igreja do Convento é dedicada à Imaculada Conceição da Bem Aventurada Virgem Maria. O Cardeal está enterrado na Igreja com a inscrição que ele mesmo deixou como vontade para sua morte: "Aqui jaz poeira, cinzas e nada" porque os capuchinhos vivem segundo São Francisco de Assis que pregava a simplicidade e humildade.






A entrada da Igreja é gratuita e ao lado fica o Museu com diversas obras e algumas de Caravaggio. Funciona todos os dias das 9h00 às 19h00 e ingressos com custo de 6 euros. Até este ponto a visita é tranquila, mas o que sempre evitei foram as Catacumbas com acesso pelo museu porque a decoração é feita com ossos humanos. Alguns acham lindo, cheio de beleza estética, artística e blá, blá,blá, mas eu não consigo ver beleza nenhuma e as fotos da cripta são da internet porque visitei apenas a igreja.